Biblioteca Mário de Andrade é a segunda maior do País

Um riquíssimo patrimônio cultural da cidade está guardado na Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94, Centro, próximo às estações Anhangabaú e República do metrô, tel.: 3256-5270), segunda maior do País, segundo o supervisor de ação cultural Marcelo Dias Carvalho. “O horário é bem extenso e o acervo dividido em coleções, sendo que a circulante (setor em que os livros são emprestados) tem uma grande rotatividade. Os outros setores são mais para pesquisas diversas”, diz.

Segundo Carvalho, fazer com quem o acervo em geral se torne cada vez mais conhecido pelo público é a principal meta da Biblioteca para os próximos anos. Ele afirmou que a visita guiada é uma parte interessante do trabalho, em que é possível ‘fidelizar’ o público e mexer com seu imaginário.

Karina Oyakawa, colaboradora do setor de mapoteca, diz que o local é uma referência em São Paulo. “Na Biblioteca, além do serviço geral, como pesquisas, acesso à internet, também há uma programação mensal de apresentações”, lembra Karina.

Ela diz que o público que frequenta a Mário de Andrade é variado. Vai desde moradores em situação de rua até empresários. Há pessoas que vão todos os dias e outras que aproveitam a passagem pela cidade e visitam o espaço. Sem contar os que procuram o local em trabalhos de pesquisa.

Chorando Jazz é a atração na biblioteca hoje

Hoje, quando é completado um ano da reabertura da Biblioteca Mário de Andrade, haverá uma programação especial no local. Além de visitas monitoradas a cada duas horas e da abertura da exposição ‘Um cartaz para São Paulo’, haverá a apresentação musical gratuita do ‘Chorando Jazz’, às 15h. O grupo é formado pela saxofonista Maria Bragança, pela pianista Maria Teresa Madeira e pelo contrabaixista Omar Cavalheiro

Eles prometem apresentar conexões musicais entre o jazz, o choro e a música erudita, em um encontro entre a música brasileira e a música internacional. Serão executadas composições como a Suite Scaramouche, do francês Darius Milhauld; e Remexendo e Vaidosa, de Radamés Gnatalli. Também integra o repertório a composição Out of the cool, na qual David Heath apresenta um diálogo entre o universo erudito e o jazz, além de duas composições autorais: Chorando de Alegria, de Maria Teresa Madeira e Marcio Dorneles; e Ciranda, de Maria Bragança.

Serviço

Chorando Jazz. Hoje, às 15h. Biblioteca Mário de Andrade. 175 lugares. Rua da Consolação, 94, Centro (próximo às estações Anhangabaú e República do metrô). Tel.: 3256-5270. Entrada gratuita. 

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Entretenimento. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Biblioteca Mário de Andrade é a segunda maior do País

  1. Pingback: São Paulo | 50 locais obrigatórios para visitar na cidade! « Blog deCrachá

  2. Olà Guilhermo, estou à procura de lugares para visitar em São Paulo, graças à “google” eu encontrei teu artigo, amo esta biblioteca! Tens que sugerir outros locais em São Paulo? Desculpe a má portoghese..sono italiana…Obrigada, Paola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s