Os 3 R’s que garantem o rejuvenescimento facial

images (3)

Nova tendência no mercado estético facial, o rejuvenescimento tridimensional busca o tratamento global da face. Na prática, isso significa não mais tratar uma ruguinha ou outra, mas sim olhar o rosto em sua totalidade, considerar todas as técnicas disponíveis e buscar em cada uma a melhor indicação e benefício. O resultado é um rejuvenescimento com harmonia, naturalidade e equilíbrio facial.

Seguindo essa prática, também chamada de rejuvenescimento global, os tratamentos atuais combinam os benefícios da toxina botulínica, que visa relaxar a musculatura e diminuir os sulcos e vincos provenientes das rugas dinâmicas (expressão); preenchedores, aplicados nos sulcos e rugas profundas; e também os lasers, que auxiliam no tratamento da superfície e textura da pele.

“O envelhecimento natural provoca mudanças como perda de brilho, flacidez, aparecimento de manchas, entre outros, que pioram com fatores ambientais, principalmente pela ação do sol. O tratamento tridimensional visa suprir as necessidades dessa pele envelhecida, sob o olhar da face como um todo. Este enfoque associa várias técnicas disponíveis a fim de um resultado uniforme e natural. O resultado é visível e harmônico”, explica a dermatologista Dra. Helua Mussa Gazi (CRM/SP 104862).

Até os anos 90 o conceito de rejuvenescimento se reduzia, essencialmente, à ausência de linhas, rugas e sulcos. A satisfação dos pacientes, a duração do efeito e os excelentes resultados obtidos com tratamentos minimamente invasivos foram determinantes para o sucesso destes procedimentos. Entretanto, o uso de cada um deles em monoterapia, ou até mesmo associados, mas em áreas distintas da face, conduzia, muitas vezes, à reduzida expressão facial, queda da pálpebra, manutenção de linhas residuais ou subcorreções.

Helua explica que, atualmente, a principal modificação no tratamento estético facial tem sido a troca do foco bidimensional, baseado no tratamento de linhas e sulcos, para a apreciação do conceito tridimensional, que reconhece, também, perdas volumétricas por reabsorção óssea, retração gengival e redistribuição da gordura facial, como sinais do envelhecimento. “O conceito é baseado no balanço e harmonia facial, respeitando-se gênero, aspectos étnicos e objetivos dos pacientes, permitindo resultados mais naturais, sem expressões congeladas ou distorcidas”.

Os 3 R’s da modalidade

Segundo a dermatologista, a proposta do tratamento tridimensional da pele segue os 3 R’s:

Renovar: Renovar a pele significa tratar as manchas que se formam ao longo dos anos, principalmente com a exposição solar, atenuar as rugas mais superficiais e recuperar a firmeza do rosto. “Os tratamentos mais indicados para esta finalidade são os peelings químicos ou de cristal e os lasers (pixel). Eles atuam recuperando a qualidade e a uniformidade da pele, estimulando a produção de colágeno e a recuperação celular”, indica a médica.

Relaxar: Segundo Helua, as rugas dinâmicas se formam pela ação dos músculos faciais durante a mímica facial. Portanto, para tratar estas rugas, é necessário atuar nos músculos responsáveis por sua formação. A toxina botulínica tipo A é o tratamento mais indicado para esta finalidade, pois, quando aplicada, atua relaxando o músculo e atenuando as rugas. O tratamento com Botox é indicado, principalmente, para os pés-de-galinha, as rugas da testa e da glabela (região entre as sobrancelhas).

Recuperar: Com o envelhecimento ocorre uma reabsorção óssea e subcutânea, principalmente, em maçãs do rosto, e menor produção de ácido hialurônico da pele. “O resultado é a perda de volume, flacidez, alteração do contorno facial e aparecimento de sulcos (no canto e ao redor da boca e dos olhos), rugas profundas e estáticas. A aplicação de preenchedores e volumizadores é ideal para recuperar a elasticidade, redefinir o contorno facial, preencher rugas profundas e revolumizar lábios e têmporas”, finaliza a especialista.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Reportagens. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s