Frio aumenta a incidência de doenças circulatórias

images (1)

Pés e mãos frias, dor, cansaço e inchaço nas pernas; pele seca e escamosa; sensação de formigamento; varizes; e tornozelos inchados. Você sabia que, segundo a Organização Mundial da Saúde, esses sintomas são a causa de 22% das mortes no mundo? A má circulação do sangue pode provocar desde câimbras e varizes a infartos do miocárdio e acidentes vasculares cerebrais. Problemas que se tornam ainda mais comuns com a chegada do inverno.

A má circulação é causada pelo acúmulo de gordura nas paredes das artérias. Quando isso acontece, elas ficam endurecidas e estreitas, tornando a circulação do sangue bem mais lenta. Essa contração ou vasoconstipação das artérias periféricas é ainda mais frequente no frio. Portanto, pessoas sensíveis a estas questões devem se cuidar mais no inverno e evitar a exposição a baixas temperaturas.

“A recomendação é que as pessoas com esse tipo de problema se protejam do frio, não fumem e tenham um acompanhamento constante com um cirurgião vascular, pois, às vezes, a evolução dos sintomas se agrava, provocando a gangrena das pontas dos dedos”, alerta o angiologista Ary Elwing (CRM-22.946), especialista em cirurgia vascular periférica e tratamento a laser.

Normalmente uma das causas da má circulação é o entupimento das artérias por placas de gordura ou pressão nos vasos sanguíneos, isso significa que pode ser considerada resultado da obesidade, tabagismo, colesterol alto, hipertensão, sedentarismo, diabetes, estresse, arteriosclerose, maus hábitos, como usar meias ou sapatos apertados, dormir encolhido, com as pernas dobradas, ficar sentado ou cruzar as pernas por bastante tempo, alimentação inadequada, pouca ingestão de água, e consumo frequente ou exagerado de bebidas alcoólicas.

O objetivo principal do tratamento é melhorar e prevenir a má circulação do sangue, aliviar a inflamação e a dor. A doença pode ser tratada com medicação e terapia. Para casos extremos são indicados os procedimentos cirúrgicos, como a angioplastia, revascularização e aterectomia. Os exercícios de fisioterapia para aliviar músculos tensos também ajudam, além de terapias alternativas e o uso de compressas para aliviar o inchaço e a dor.

“O tratamento deve ser individualizado e ter como base o histórico médico e familiar do paciente. Por isso, deve-se procurar um médico vascular para que o problema não se agrave. Além disso, a prevenção é uma das maneiras de evitar sérias complicações”, diz o médico.

10 dicas para prevenir e tratar a má circulação sanguínea

A má circulação do sangue é comum principalmente entre as mulheres, especialmente entre as que estão um pouco acima do peso e que tomam a pílula anticoncepcional de forma habitual. Os cuidados, no entanto, devem ser tomados por todos. Veja quais são eles:

1. Vista roupa confortável: evite as peças de roupa que apertem os músculos das pernas, comprimam a cintura ou mesmo os sapatos ou tênis apertados, já que dificultam a circulação do sangue.

2. Comer alimentos ricos em fibras: eles ajudam a fazer uma boa digestão, o que evita o aumento de pressão abdominal, a debilitação das paredes das veias e assim reduz o risco de sofrer de prisão de ventre, varizes e hemorróidas.

3. Levantar as pernas: Levantar um pouco as pernas enquanto se está sentado ou mantê-las elevadas por alguns minutos quando se deita na cama, ajuda a dar um bom retorno do sangue às veias.

4. Fazer exercícios regularmente: fazer exercícios físicos é muito benéfico para prevenir a má circulação do sangue, uma vez que os músculos, ao serem exercitados, atuam como corações secundários, que comprimem as veias e empurram o sangue para a parte superior do corpo.

5. Prefira alimentos com gorduras poli-insaturadas: ao contrário das gorduras saturadas, presentes nos lacticínios e nas carnes bobinas, estes lipídeos reduzem a viscosidade do sangue, aumentando a fluidez da corrente sanguínea. Também ajudam a regular a pressão arterial, a vasodilatação e a coagulação.

6. Mantenha-se bem hidratado: beber entre dois e três litros de água por dia para aumentar a eliminação de toxinas e melhorar a circulação.

7. Evite o calor excessivo: o calor intenso ou muito prolongado prejudica a circulação do sangue, já que fomenta a vasodilatação dos capilares, que pode causar cansaço, sensação de peso, inchaço e dor nas extremidades.

8. Massagens relaxantes: a técnica favorece a circulação sanguínea e também melhora a irrigação dos tecidos.

9. Usar meias elásticas: usar diariamente meias elásticas de compressão ajuda e melhora a circulação sanguínea de retorno, uma vez que ajuda o sangue a subir até ao coração.

10. Deixe de fumar: fumar provoca má circulação do sangue, porque a nicotina contida no cigarro danifica as artérias e favorece o aparecimento de varizes.

Outra dica importante, segundo Elwing, é dormir com os pés sob uma almofada alta, para melhorar o retorno venoso e verificar anualmente os níveis de colesterol no sangue, pois o colesterol alto dificulta a passagem de sangue pelas artérias e gera os sintomas de má circulação. “Cuidados como estes são indispensáveis por quem sofre de má circulação sanguínea. Mas, além disso, deve-se evitar o acúmulo de gordura optando por uma alimentação saudável”, destaca o angiologista.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Reportagens, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s