Diga sim ao salto alto

images

Qual é a mulher que não adora desfilar por aí em cima de um salto alto? Além de ser elegante, o acessório afina a silhueta e, por esse e outros motivos, é um dos queridinhos do sexo feminino. Apesar de ser indispensável para elas, o salto alto pode provocar um desequilíbrio no corpo.

“Quando a mulher coloca um salto alto, ela modifica todo o equilíbrio do corpo humano. Primeiro desloca seu centro de gravidade (Core), provoca uma hiperlordose na coluna lombar para trazer o centro de gravidade de volta para trás, evitando cair para frente. Isso força um desequilíbrio muscular”, explica o Dr. Paulo Gelatti, fisiologista e personal trainer.

Segundo o especialista, apesar dos efeitos nocivos do salto alto para a saúde, a mulher possui uma anatomia diferente do homem, o que comprova que elas nasceram para usá-lo. “Enquanto a curvatura inferior da coluna vertebral masculina é formada por duas vértebras (L4 e L5), no caso das mulheres temos três vértebras (L3, L4 e L5), o que ajuda a distribuir a tensão em uma área maior”, afirma.

Além disso, muitas mulheres apresentam hiperlordose, que consiste em uma curvatura lombar mais acentuada que a dos homens. “A hiperlordose é muito comum em mulheres porque serve para equilibrar o corpo quando elas usam o salto e também durante a gestação”, diz Gelatti.

Exercícios para quem o acessório

Mesmo você sabendo de todos os danos nocivos do salto alto para a saúde, não consegue passar um dia sem colocar um salto? Não tem problema, basta apostar em exercícios para manter a postura. O fisiologista revela que o treinamento funcional é capaz de fortalecer o músculo de quem mais sofre com o uso contínuo do salto, que é a panturrilha. “O treinamento funcional ajuda a aumentar a propriocepção na hora de pisar no solo, ou seja, fortalece as musculaturas estabilizadoras, melhora o tônus muscular das coxas, bumbum e cintura, sendo um ótimo exercício para o condicionamento físico, cerebral e emagrecimento”, acrescenta.

Com o uso do salto há uma mudança no centro da gravidade da mulher e o pé fica sempre em flexão plantar, contraindo a musculatura da panturrilha, podendo criar uma atrofia nessa musculatura, causando muita dor na hora de andar. “Nesses casos, os exercícios de alongamento da musculatura posterior da coxa e gastrocnemios são os melhores para aliviar e prevenir estas dores e causar menos malefícios ao pé”, ressalta o personal trainer.

Use salto alto com segurança

Seguindo algumas dicas você não precisa abrir mão do salto alto. Preste atenção e cuide-se:

– Escolha sapatos com a região do calcanhar alargada e alterne os tipos de salto;

– Na hora de comprar um sapato verifique se há um espaço de sobra de 0,5 a um centímetro da ponta ao fim do calcanhar;

– Faça diariamente alongamentos na região das panturrilhas e pés para relaxar depois de um dia inteiro com salto;

– Não se esqueça de utilizar palmilhas e protetores de silicone para proteger os pés.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Reportagens. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s