Emagreça com a ‘Dieta do Bom Humor’

images

Percebeu como as pessoas hoje em dia depositam na alimentação a responsabilidade das suas emoções? Se estão felizes, exageram na comida; se estão na TPM, devoram sem culpa nenhuma uma caixa de bombom; e se estão tristes, afogam as mágoas no copo de cerveja. Separar as emoções e os alimentos para evitar o desequilíbrio tem sido um dos maiores desafios da vida moderna, mas é possível se permitir comer bem e de tudo. O segredo está nas escolhas inteligentes.

“Normalmente, dietas milagrosas ou restritivas, que fazem a pessoa passar longos períodos em jejum, acabam causando muito sofrimento e irritação, levando até a traumas emocionais. Então, logo se desiste. O ideal é o consumo equilibrado de alimentos que possam ajudar no emagrecimento, mas também espantar a tristeza, combater a depressão e a ansiedade e ainda melhorar o humor”, diz o Dr. Amilton Macedo (CRM/SP – 80686), médico dermatologista com prática em oxidologia, responsável pela pele e shape de celebridades como Sabrina Sato, Fernanda Motta, Débora Fallabela, Carol Trentini, Mirela Santos e Mariana Weickert.

Acredite: esses alimentos existem, fazem parte do seu dia a dia, são saudáveis e gostosos, e ajudam a emagrecer com prazer. É a chamada ‘Dieta do Bom Humor’, que conta com um menu com preparações que conseguem manter o nível de glicose constante durante todo o dia, prolongando a sensação de saciedade e evitando compulsões. Macedo conta que aveia, banana, chocolate, arroz integral, nozes e vinho tinto são alguns desses alimentos. Eles estimulam a produção e a liberação de neurotransmissores, substâncias que transmitem impulsos nervosos ao cérebro e são responsáveis pelas sensações de bem-estar e prazer.

“Os três principais neurotransmissores relacionados com o humor são a serotonina, a dopamina e a noradrenalina. A serotonina, responsável pela sensação de bem-estar, proporciona ação sedativa e calmante. Já a dopamina e a noradrenalina proporcionam energia e disposição”, explica o médico.

Segundo o especialista, na ‘Dieta do Bom Humor’ você pode comer de tudo um pouco, até pipoca e sorvete, desde que se tenha bom senso, e sempre a cada três horas. É assim que se atinge o peso ideal e o mantém para sempre, sem fórmulas milagrosas. “Dietas ricas em carboidratos, por exemplo, podem ser utilizadas como coadjuvantes no tratamento de melhora do humor. O chocolate também influencia diretamente na produção de endorfina e dopamina, que desencadeiam o aumento dos níveis de serotonina e, por isso, nos deixa mais relaxados. Mas não podemos deixar faltar castanhas, nozes, amêndoas, trigo integral e peixes na dieta. O consumo dos alimentos deve ser equilibrado e orientado por um profissional, para evitar o ganho de peso excessivo”, alerta.

Conheça alguns alimentos que não podem faltar em seu cardápio:

Carboidratos: Eles fornecem energia para todas as atividades do organismo e atuam no metabolismo cerebral de neurotransmissores que causam saciedade, bem-estar e bom humor. Por isso, pessoas submetidas a dietas radicais (que suprimem calorias e carboidratos) estão sempre de mau humor. Além disso, carboidratos atuam no controle da fome, favorecem a queima de gordura e diminuem a retenção de líquidos, aspectos importantíssimos para o bom humor.

Banana: Cheia de vitamina B6, triptofano e magnésio, fornece energia e, graças aos carboidratos, potássio, magnésio e biotina, ajuda a diminuir a ansiedade e aumentar o bom humor, pois estimula o organismo a fabricar serotonina. A piridoxina (vitamina B6) atua nas reações metabólicas dos aminoácidos e proteínas como a serotonina, ajudando a prevenir a depressão, ansiedade e irritação. Além disso, a vitamina B6 tem ação no sistema cognitivo quando atua na síntese de neurotransmissores.

Leite: Além das vitaminas do complexo B, também tem cálcio, que ajuda a relaxar os músculos, e proteínas, que estimulam o sistema nervoso.

Frutos do mar: Têm em sua composição zinco e selênio, que agem no cérebro, diminuindo o cansaço e a ansiedade. São ainda boas fontes de proteína e gordura saudável (Ômega 3), essenciais para o bom funcionamento do coração, e iodo, que garante o bom funcionamento da tireoide, a glândula que regula o metabolismo.

Ovos: Os nutrientes dos ovos que garantem o bom humor são a timina e a niacina (vitaminas do complexo B), ácido fólico e acetilcolina. A carência deles pode causar apatia, ansiedade e até perda da memória.

Carne: Possui niacina, uma vitamina do complexo B que, quando está em falta no organismo, causa depressão. Também é rica em ferro e cobre, que combatem a anemia e transportam o ferro. O zinco, presente em sua composição, é antioxidante: combate os radicais livres e retarda o envelhecimento. Além disso, seus aminoácidos fazem o cérebro funcionar melhor.

Chocolate: Também fonte de triptofano (precursor da serotonina), além de teobromina (tem efeito estimulante) e magnésio (melhora o mau humor) e ajuda no relaxamento. Diversos estudos comprovam que o magnésio ajuda a aliviar os sintomas de estresse e mau humor, principalmente em mulheres na fase de tensão pré-menstrual.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Reportagens, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s