Suplemento para atividade física

images

Eles são os queridinhos de quem faz atividade física com o objetivo de ganhar massa muscular ou perder peso. Os suplementos são substâncias produzidas quimicamente, que têm a propriedade de completar a ação dos alimentos naturais, dando mais força e energia. Segundo a Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBME), o consumo de suplemento cresceu 23% ao longo do último ano no Brasil, devido aos seus benefícios para a saúde.

Os suplementos dietéticos são utilizados, pelo menos, por 40% dos atletas e, dependendo do desporto, até 100%. Muitas vezes suplementos múltiplos são tomados em doses superiores às normais. Atletas competitivos e recreacionais usam as substâncias, embora, às vezes, por razões diferentes. Alguns para levá-los a suportar uma dieta de má qualidade, outros tomam porque simplesmente sentem que não fazem uma dieta adequada. Por melhor que seja o suplemento alimentar, não é capaz de fornecer os nutrientes necessários, e em quantidade adequada à prática do desporto. Por isso, antes de sair por aí comprando suplementos, é preciso buscar ajuda profissional para que ele indique a quantidade certa a ser consumida.

Segundo o nutrólogo André Veinert, da mesma forma que podem ajudar, esses suplementos também fazem mal à saúde se tomados da maneira incorreta. “Quem pratica atividade física ou alguma modalidade esportiva apresenta diversas reações metabólicas que são necessárias para gerar energia na hora do exercício, mas na medida em que a pessoa pratica esporte, essa energia precisa ser restituída. Por isso, o uso de suplementos pode potencializar o desempenho durante o treinamento, modificar os componentes da composição corporal, como massa muscular e gordura, além de contribuir para a saúde”, explica Veinert.

Para quem não conhece, os suplementos nutricionais tem como objetivo completar a ingestão de alimentos que não foram consumidos, tanto em calorias como também em proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais e fibras, juntas ou separadas, dependendo das necessidades de cada pessoa. “Hoje é possível comprar suplemento em lojas e, por causa desse fácil acesso, muitas pessoas passam a adquirir o suplemento sem orientação médica. A maioria das pessoas (cerca de 75%) recebem indicação de amigos ou de colegas de academia e acabam consumindo o suplemento de maneira errônea”, diz o especialista.

Os suplementos são indicados para atletas, e não adianta nada tomá-los sem fazer exercícios. “Se for consumido corretamente, o suplemento tem a finalidade de aumentar a quantidade de proteínas no corpo, que vão se associar às fibras musculares, porém, só fazendo atividade física é possível notar o ganho de massa muscular”, afirma o nutrólogo.

André recomenda consumir o suplemento até 2 horas depois da atividade física, pois é nesta ‘janela’ que nosso metabolismo aproveita melhor estes nutrientes para que sejam utilizados no ganho de performance como ganho de massa muscular e efeito anabólico. Diversos tipos de suplementos alimentares podem ser encontrados no mercado, cada um com a sua finalidade e dosagem. Entre os mais procurados pelos atletas estão os repositores de minerais e água, fontes de carboidratos, proteínas, aminoácidos e lipídios, entre outros.

Ele explica a finalidade dos suplementos e como agem durante um treinamento:

Energéticos: Podem ser usados antes, durante ou após treinos e provas. Os energéticos fornecem principalmente carboidratos (pelo menos 75% das calorias) e são encontrados em pó ou gel.

Proteicos: Indicados para completar a ingestão proteica da dieta e devem ser consumidos antes e logo após o treino, dependendo do tipo de proteína. Podem ser encontrados em pó, gel ou barra. Fazem parte do grupo a Whey Protein, a Albumina, a Caseína e o Isolado Protéico de soja.

Hipercalóricos: Composto de carboidratos, proteínas e lipídios, além de vitaminas e minerais. Encontrados em pó ou líquido, os compensadores devem ser consumidos por atletas que apresentam limitações na dieta.

Repositores: São bebidas esportivas, como isotônicos, e têm o objetivo de repor água, eletrólitos e carboidratos de forma mais rápida, evitando a desidratação de uma atividade intensa ou longa.

Aminoácidos: Fazem parte do grupo de suplementos indicados para aumento da massa muscular. Como exemplo dos BCAAs, nome dado aos aminoácidos da cadeia ramificada, Leucina, Isoleucina e Valina. Os BCAAS são indicados para recuperação muscular e para exercícios de longa duração ou alta intensidade. “O que muitas pessoas não sabem é que alguns alimentos podem ser tão eficazes como os suplementos”.

Creatina: A creatina é produzida no nosso organismo e pode ser obtida também através do consumo de carnes. “Estudos mostram que seu uso como suplemento pode auxiliar na melhora do desempenho em exercícios de alta intensidade, além de fornecer uma recuperação mais rápida e contribuir para o aumento de massa muscular e força”, destaca o médico.

Termogênicos: São ricos em substâncias que aceleram o metabolismo como cafeína, guaraná, citrus aurantium ou inositol. Além disso, contribuem na perda de peso e de gordura corporal.

Antioxidantes: Rico em nutrientes antioxidantes que ajudam na limpeza do organismo. Ideal para quem pratica atividade física e acaba liberando muitos radicais livres que são responsáveis pelo envelhecimento precoce.

Polivitamínicos e Minerais: Indicado para as pessoas que tem carência em vitaminas e minerais no dia a dia. Vale ressaltar que o suplemento, se consumido em excesso, pode causar danos à saúde. “No caso das pessoas que consomem suplementos protéicos para ganhar massa muscular sem nenhuma orientação, isso pode ocasionar o ganho de massa gorda (gordura), por exemplo. Além de acarretar problemas nas funções dos rins e do coração e outros efeitos indesejados como o suor excessivo, insônia, dor, cansaço e aceleração do batimento cardíaco.”, alerta Veinert.

Vale lembrar que qualquer plano de treino e dieta deve se embasar em três pilares essenciais: treinamento, alimentação e descanso. Ou seja, uma boa noite de sono e intervalos regulares entre os treinos também é fator essencial para um bom desempenho e melhores resultados.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Musculação, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s