Pancadas na cabeça podem esconder traumas cranianos

images

Sofrer um acidente e bater a cabeça, levar uma pancada muito forte, escorregar no banheiro ou numa calçada mal pavimentada são situações que pode gerar graves consequências. No primeiro momento, as lesões na cabeça provocadas por uma queda parecem pequenas, porém, conforme os dias passam, elas podem piorar. Isso significa que você deve permanecer atento aos sinais e sintomas que podem indicar danos internos que não são imediatamente visíveis.

Segundo o neurocirurgião Mauricio Mandel (CRM 116095), uma simples lesão na cabeça pode ser acompanhada de um trauma cerebral grave. “A maioria das lesões são causadas por um impacto ou pela aceleração súbita. Algumas vezes pode ocorrer lesão de alguma veia ou artéria no crânio levando ao aparecimento de um hematoma intracraniano” explica Mandel.

Todos devem estar atentos a sintomas que persistem mais de duas semanas. Entretanto, os idosos tem mais chance de apresentarem hematomas depois de duas ou três semanas da batida. Nestes pacientes é comum o aparecimento de um hematoma (coágulo) entre o osso e o cérebro, conhecido como hematoma subdural crônico. Se o diagnóstico for feito de forma precoce, pode ser tratado sem levar a sequelas mais graves.

 “Independente da pancada é necessário consultar um médico para fazer um diagnóstico da lesão. O acompanhamento médico é importante para realização do diagnóstico precoce, mesmo naqueles pacientes com poucos sintomas”, afirma o neurocirurgião.

Quais são os sintomas?

Geralmente os sintomas podem demorar até 24 horas para aparecer, o que pode até prejudicar um diagnóstico. “Sempre que alguém bater com a cabeça fortemente em algo ou sofrer quedas ou acidentes, o paciente deve ser observado atentamente dentro deste período”, destaca o especialista.

Fique atento a esses sintomas:

– Perda da consciência/desmaio;

– Dor de cabeça intensa;

– Diminuição da força muscular;

– Sonolência;

– Dificuldade na fala;

– Alterações na visão e na audição;

– Perda da memória.

– Náuseas e vômitos;

– Formigamento;

– Convulsão.

Tratamento depende da situação

O tratamento de uma lesão na cabeça depende do tipo de lesão. Para pacientes com lesões maiores na cabeça, pode ser necessário, além da observação, o controle dos sintomas. “Dependendo do caso, há necessidade do médico controlar a pressão dentro do cérebro. Esse procedimento é feito após colocar um monitor de pressão por meio de um furo no crânio”, acrescenta Mandel.

A realização de exames de imagens também é muito importante para diagnosticar um problema, pois eles ajudam a determinar o diagnóstico e prognóstico de um paciente com lesão cerebral traumática.

Capacetes evitam fraturas no crânio

Vai praticar algum esporte? Trabalhar numa construção? Andar de moto? Um simples hábito de usar o capacete pode salvar a sua vida. O capacete é um instrumento muito importante, que deve ser usado sempre para impedir as fraturas no crânio caso ocorra alguma queda. “Apesar de sua importância, vale ressaltar que o capacete não previne a lesão cerebral, o que ele pode fazer é evitar que ocorra, além da lesão, uma fratura no crânio”, alerta o médico.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Reportagens, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s