Saiba qual é o tratamento estético ideal para cada fase da vida

download (2)

Cuidar da pele é fundamental desde cedo. Da adolescência à fase madura, a pele do rosto e o do corpo exigem cuidados especiais que garantam viço, elasticidade e hidratação. E o quanto antes a mulher se dedicar aos cuidados diários, mais fácil será evitar os sinais do envelhecimento. Por isso, além dos cremes, é possível contar com a ajuda de muitos aparelhos e tratamentos que prometem dar uma mãozinha quando o assunto é beleza.

Segundo a médica Silvia Takakuwa (CRM – 87464), seja qual for a idade vale a pena apostar em tratamentos estéticos para atenuar a ação do tempo e minimizar seus efeitos. Afinal, o rosto é um cartão de visitas e merece ser sempre muito bem cuidado.  “Mesmo quem está na faixa etária dos 20 anos pode apresentar sinais de envelhecimento precoce, principalmente devido à exposição solar”, explica Silvia.

O envelhecimento não deixa de ser um processo progressivo e constante, pois ocorre em diferentes órgãos, sofrendo influência de doenças como o Diabetes Mellitus e de hábitos inadequados. “O estresse permite que os radicais livres se proliferem ainda mais e com isso a pele vai ficando mais velha. Outro fator que também contribui para o cansaço da pele é a alimentação inadequada, pois o consumo de alimentos ricos em açúcar e gordura compromete a vitalidade da pele”, destaca a médica.

A prevenção é a melhor forma de retardar o envelhecimento facial. Deve-se apostar em hábitos como a limpeza da pele, a hidratação e a aplicação de protetor solar, para criar uma barreira e proteger a pele das agressões às quais é exposta diariamente. A Dra. Sílvia descreve a seguir quais são os principais tratamentos que agem na pele e retardam os sinais do tempo.

Dos 15 aos 20 anos: Nessa idade, as células da pele contêm fortes ligações de colágeno e elastina, que lhe proporcionam firmeza e brilho.

Dica: Hidrate a pele diariamente com um produto que contenha um FPS 15. Também já é indicado apostar em uma limpeza de pele facial, realizada por uma esteticista que poderá escolher produtos hidratantes e antioxidantes de acordo com o tipo de pele. “A frequência da limpeza depende do tipo de pele. Quem tem espinhas, precisa do tratamento uma vez por mês”, comenta a especialista.

Dos 25 aos 30 anos: A pele pode ficar mais seca, devido à diminuição da produção de colágeno e elastina. “A partir dessa fase, as células começam a diminuir suas atividades, gerando o aparecimento de linhas de expressão e redução da hidratação”, explica a médica. Nessa fase, a pele do corpo também requer mais cuidados para evitar o aparecimento ou aumento de celulite, flacidez e estrias.

Dica: Apostar em uma solução de limpeza suave em substituição ao sabonete e, em seguida, aplicar um hidratante com FPS. Também vale escolher um creme noturno rico em nutrientes e em um produto para a área dos olhos, que ajudará a reduzir o inchaço e as olheiras. Para o corpo, a sugestão é uma drenagem linfática, um método de massagem realizado com pressões leves, suaves, rítmicas, lentas e precisas, que seguem o trajeto do sistema linfático, mobilizando a linfa até os gânglios linfáticos. “Ela drena os líquidos acumulados, melhorando a circulação e a oxigenação dos tecidos”.

Dos 35 aos 45 anos: A pele fica visivelmente mais seca e inicia a perda de elasticidade. Linhas mais profundas podem se formar ao redor da boca e dos olhos. Nessa fase, o corpo também começa a dar sinais de envelhecimento. Celulite, estrias e gordura localizada devem ser tratadas para não evoluírem. Alimentação balanceada e atividade física regular também ajudam a minimizar os efeitos naturais da idade.

Dica: Aposte em um hidratante livre de óleos em sua rotina diária. Evite exposição ao sol, pois em alguns casos, mesmo usando filtro solar, a pele pode ficar manchada. Se possível, use chapéus e echarpes para proteger seu rosto, mesmo se estiver usando protetor solar. “A flacidez facial é um problema característico do envelhecimento cronológico. Existem, porém, meios de retardar e aliviar seu aparecimento, incluindo o uso de produtos com ativos apropriados. Há tratamentos estéticos específicos, como a radiofrequência”, diz Sílvia.

Dos 45 anos em diante: Acima dos 45 anos, a pele fica mais fina e frágil. Nessa fase, também é preciso intensificar os cuidados com o corpo. Hidratação com proteção solar é essencial para manter a pele nutrida e protegida. Evitar água quente e sabonete também ajuda a manter a pele mais viçosa, pois ambos tendem a deixá-la muito ressecada.

Dica: Nessa fase, o laser de CO² é um dos equipamentos mais efetivos para o rejuvenescimento. Ele minimiza as manchas, melhora o aspecto das cicatrizes e das estrias. “O tratamento estimula a remodelação do colágeno e contração da pele, o que provoca diminuição da flacidez”, avalia.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Reportagens. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s