Melhore sua performance cerebral em 2014

webmd_rm_photo_of_brain_and_glucose_jpg
Ano novo, vida nova. Sete ondas, romãs, lentilhas… chovem promessas e rituais. O desejo é claro: um ano melhor! O caminho é que geralmente é o problema. Muitas vezes, o milagre do dia 31 de dezembro morre na praia e o ano evolui de uma forma muito semelhante ao ano anterior.

Mas, se nem tudo são flores, também nem tudo são sombras. Segundo o neurologista Leandro Teles, “além de contar o tempo, delimitamos ciclos temporais e marcamos datas de transição. E isso tem toda razão de ser, pois nosso cérebro fica muito mais susceptível a mudanças nessas datas. Nada como um novo dia, o término de uma semana, um mês ou, melhor ainda, um ano novinho em folha. O novo ciclo traz consigo uma janela de oportunidade, uma chance para uma mudança contundente e convincente”.

Como será que podemos ajudar nosso 2014? Precisaremos ser mais objetivos, confiantes, criativos e espertos. É necessário organizar o tempo, gerenciar o espaço, priorizar com talento as ações e canalizar a energia mental nos projetos corretos.

“Um cérebro melhor é o primeiro passo para uma fase melhor. Nossa performance mental não é fruto apenas da genética, mas também do uso. Sobrecarga, rotina, falta de direcionamento, etc., tudo isso leva a queda de rendimento e frustração, iniciando um ciclo vicioso sem fim. Se tem um momento ideal para mudar isso, é agora no começo do ano”, pondera Teles.

O especialista explica cinco pontos chaves para turbinar de uma vez o cérebro em 2014:

1 – O poder do não: “Não dá pra fazer tudo, isso é fato. Para melhorar o rendimento mental é fundamental aprender a dizer não, soltar projetos, mudar posturas, abdicar de algo menos prioritário. Temos a mania de tentar abraçar o mundo e ir partilhando nossa atenção, fazemos várias coisas ao mesmo tempo e dividimos também a qualidade de resolução entre elas. Determine o que é mais importante, risque atividades que te trazem pouco retorno, entre, resolva e passe para o próximo desafio. O tempo é um bem muito precioso, o mau gerenciamento leva a uma cascata que induz a um péssimo rendimento geral”.

2 – O poder do hábito: “Para um bom cérebro, busque bons hábitos. Hábito é tudo aquilo que fazemos de forma regular. Mude sua alimentação! Coma fracionado, busque boas fontes de vitaminas, bom colesterol, carboidratos integrais, boas proteínas, etc. Cuide do seu sono, nem demais e nem de menos, procure duração e qualidade. Pratique atividade física, predominantemente aeróbica, e respeitando seus gostos pessoais. Mantenha atividades recreativas e antiestresse. Bom, mais não tenho tempo! Verdade, por isso começamos com o item número um. É preciso encontrar tempo para melhorar o rendimento, não há milagres”.

3 – O poder da organização: “Fundamental. Quer ajudar seu cérebro em 2014? Se organize! Agenda, listas, ambientes planejados, entre outros. Facilite a vida, simplifique. Centralize algumas coisas, delegue funções, aproxime as coisas. Vá fazer a senha do internet banking, coloque o que der no débito automático, pague as coisas à vista, enxugue a quantidade de papéis, programe. Seu cérebro ficará mais livre para exercer a criatividade e as soluções tão esperadas”.

4 – O poder das metas: “Nada como uma meta para o cérebro funcionar melhor. Tenha objetivos, claros, atingíveis, diretos e sequenciais. Nada de quero ficar rico, quero ficar magro, quero mudar de emprego. Prefira algo claro como: vou perder 3 Kg esse mês, vou guardar 10 reais por dia durante 3 meses, vou enviar 5 currículos essa semana. Após um tempo, avalie o que deu ou não certo, otimize a estratégia e siga em frente 2014 adentro”.

5 – O poder do entusiasmo: “Aqui uma coisa importante e um tanto subjetiva: o entusiasmo. Essa é a energia mental que move grandes realizações. É a vontade além da meta e do retorno. Fazer bem feito, com prazer, com disposição. O entusiasta cativa, dissemina e contamina os outros com otimismo e confiança. Quando se perde o entusiasmo, se perde tudo. Sem ele fazemos o arroz com feijão, arrastamos ideias e atitudes reflexas e sem inspiração. Ficamos aquém de nossa capacidade de realização. Legal, mas como ter mais entusiasmo? Bom, essa é a primeira pergunta que você deve fazer a si mesmo nesse 2014. E a resposta é sua primeira meta”.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Reportagens, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s