Caspa aumenta nos dias frios: descubra o motivo

Exfoliacion-capilar-para-combatir-problemas-de-caspa-o-grasa-1

Quando o assunto é saúde capilar a caspa é, sem dúvida, umas das maiores preocupações entre homens e mulheres. Esse problema atinge de 2 a 5% da população, segundo estudos da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Trata-se de uma dermatite seborreica que é causada por uma inflamação no couro cabeludo e é decorrente do excesso de produção de glândulas sebáceas.

Essa afecção dermatológica se manifesta com descamações semelhantes a flocos esbranquiçados com tamanhos diferentes no couro cabeludo. A caspa pode ser leve e apresentar-se somente após a lavagem dos fios; moderada, que aparece em maior quantidade e se instala em diferentes áreas da pele; e a grave, que consiste numa descamação mais intensa e que costuma envolver todo o couro cabeludo.

“A caspa normalmente aumenta durante o inverno. Isto ocorre como forma de compensar o ressecamento da pele muito comum na estação. Desta forma, as glândulas sebáceas produzem uma quantidade maior de secreção oleosa, o que resulta na formação de partículas brancas que se juntam ao cabelo. Assim, o excesso desse sebo no couro cabeludo é um dos fatores que facilitam o surgimento de inflamação e erupções cutâneas”, descreve a dermatologista Dra. Helua Mussa Gazi (CRM/SP 104862).

A especialista explica que o funcionamento inadequado das glândulas sebáceas faz com que a pele se renove em dias, sendo que o ideal seria a renovação uma vez por mês. Com isso, provoca a descamação por meio de pontinhos esbranquiçados ou escamas que são notórias tanto nos cabelos como nas roupas. “Embora não exista uma causa específica para o surgimento de caspas, os distúrbios hormonais, a alimentação inadequada, mudanças bruscas no clima, o estresse e a aquisição de alguns tratamentos químicos para os fios contribuem para o agravamento das mesmas”, informa.

A caspa pode variar desde fina até grandes crostas no couro cabeludo, sendo que a coceira também é um sintoma muito frequente. Segundo a Dra. Helua, não existe cura definitiva para o problema, porém, alguns medicamentos controlam efetivamente a dermatite seborreica. “É recomendado o uso de xampus à base de enxofre, ácido salicílico, piritionato de zinco, cetoconazol, ciclopirox olamina e sulfacetamida sódica. Mas, dependendo do caso, o médico poderá solicitar o uso de medicações de aplicação local associada a remédios via oral”, indica a dermatologista.

Veja algumas recomendações da Dra. Helua para prevenir ou controlar as caspas:

– No surgimento de caspas, procure um dermatologista para que as mesmas não se agravem;

– Evite alimentos ricos em gorduras saturadas, açúcares e lipídeos, que aumentam as chances de inflamações;

– Opte por banhos com a água em temperatura ambiente ou fria, pois a água quente acelera a produção de óleo que se acumula no couro cabeludo;

– Se possível, lave os fios todos os dias para retirar os resíduos e a sujeira;

– Lave bem os fios e retire completamente o xampu e o condicionador para evitar a produção de glândulas sebáceas;

– Evite a ingestão de bebidas alcoólicas, pois elas inibem a atividade de algumas vitaminas do complexo B que atuam na raiz dos cabelos.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s