Vida de Jornalista: Quando a cabeça começa a te deixar pra trás

solidão

Solidão, essa é a palavra que persegue o jornalista Ramon Alcântara há alguns anos, porém, ultimamente, o estado de exclusão social tem aumentado. Ele percebe que algo está errado, que por dentro as coisas estão mudando, mas não sabe ou tem receio de conversar com alguém sobre o fato. Será essa a tal crise dos 30?

O que importa é que Alcântara percebe que está enlouquecendo. Antigamente, o rapaz fazia muito sucesso com as garotas, era descolado, divertido, vivia rodeado de amigos. Hoje em dia anda sozinho, sua saúde vive a te deixar na mão, reclama de tudo e não consegue conversar com a mesma pessoa por mais de cinco minutos sem que tenha algum pensamento esquisito, como o de sumir, gritar ou simplesmente ir embora.

Os esportes, principalmente a musculação, que antes era sua paixão, a hora tão esperada do dia, já não dá mais prazer. Jogar futebol nem pensar, pois a modalidade é um tanto agressiva e se existe alguma coisa que Ramon não quer é passar nervoso.

Sua namorada, aquela que sempre fez de tudo para tentar reerguê-lo da depressão, não aguentou o tranco e também o deixou. Agora, o sujeito se pergunta: o que mais pode acontecer?

Os pensamentos suicidas e desgostosos tornam a persegui-lo. Alcântara tem crises de pânico no trânsito, no mercado, na feira, ou em qualquer lugar que aja uma concentração de pessoas.

_ Preciso gritar, será que alguém vai me ouvir se eu fizer isso?

_ Será que alguém se importa com o que eu penso?

_ Bobagem, a vida é muita rápida e ninguém pode ou deve perder tempo com crises de pessoas desequilibradas.

Após tanto estudo, faculdade, duas pós-graduações e diversos cursos, ele pensa que nada disso valeu à pena, que quanto mais conhecimento adquire, mais ele se isola do mundo, vivendo no seu eu particular e solitário.

A sensação de morte é uma rotina, e a cada passo que Ramon Alcântara dá, ele sente que é um a menos na sua caminhada. Próxima parada: CEMITÉRIO.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Vida de Jornalista e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s