Terapeuta diz que abalo emocional pode ter sido a causa da derrota da seleção

brasil-x-alemanha

Em apenas seis minutos de jogo o Brasil se despediu da Copa do Mundo no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, na última terça-feira (8). Sentimento de fracasso, tristeza e revolta é o que restou para os brasileiros. E a única pergunta que não sai da cabeça é: por que o Brasil não reagiu ao sofrer o primeiro gol?

Segundo a terapeuta terapeuta e coach, Erica Aidar, o abalo emocional pode ter sido um dos fatores responsáveis pela derrota. “A falta de um preparo mental para lidar com a adversidade pesou, os jogadores não pareciam ter pensado na possibilidade de perder feio. A crença numa possível superioridade brasileira no futebol parece ter abalado a consciência de que no esporte e na vida somos todos iguais, o que nos distingue é a educação física e emocional” afirma Erica.

A torcida brasileira está abalada, os jogadores estão arrasados após a derrota, e muitos brasileiros se perguntam de quem é a culpa: do técnico que escalou um time sem experiência, dos jogadores, da CBF ou do governo? “A culpa não é de ninguém específico e ao mesmo tempo é de todos nós, que vivemos numa cultura ultrapassada que acredita em resultado sem esforço e onde a seriedade e o método nem sempre são vistos com bons olhos”, diz a terapeuta.

Essa experiência negativa pode ser um grande aprendizado, aumentando a consciência e a humildade. A especialista alerta que, quando você erra, é inevitável que as pessoas lhe apontem o dedo e duvidem da sua capacidade. “A solução é assumir o erro e enfrentar essa situação de forma positiva. É preciso se reinventar e encontrar um motivo para seguir”, comenta.

O Brasil é o país do futebol?

No país que falta saúde, educação e segurança, o futebol é uma das poucas alegrias de parte da população. E com a derrota em campo, o que restou foi o sentimento de tristeza. “No jogo de futebol ou na vida é importante trabalhar o emocional dos jogadores para ganhar e perder. A derrota faz parte da nossa trajetória”.

Para superar esse sentimento é preciso aceitar a realidade. “Apesar da decepção fazer parte da vida é necessário encará-la da melhor forma possível, é desse sentimento que a pessoa pode conseguir tirar forças para continuar. Depois do luto, o sentimento estará amadurecido, o que contribui para que o indivíduo tenha mais garra para lutar e alcançar o que deseja”, finaliza a Dra. Erica.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Futebol Brasileiro e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s