Dor muscular pode indicar problemas na coluna

Dor-muscular-nas-costas

Provavelmente você já teve ou conhece alguém que sofreu com uma dor muscular, não é mesmo? Conhecida como mialgia, essa dorzinha chata é muito comum em ambos os sexos e podem envolver mais de um músculo, variando de intensidade leve a extenuante. Aliás, a dor muscular pode envolver ligamentos, tendões e fáscias, tecidos que interligam os ossos, órgãos e músculos.

A causa mais comum para o surgimento desse incomodo é o esforço excessivo do indivíduo como durante a realização de um trabalho pesado, nos treinos esportivos, por causa de alterações posturais e até mesmo em decorrência do estresse. “Normalmente, essas dores afetam com maior frequência regiões como as costas, pernas, braços e até mesmo as mãos”, informa o neurocirurgião Paulo Porto de Melo (CRM 94.048).

O médico descreve que as dores musculares são originadas por um trauma de repetição, incluindo luxações e torções ou por processos inflamatórios. “Essas dores podem se apresentar de forma aguda, normalmente, após um esforço físico ou por falta de alongamento antes dos exercícios. Mas, pode se manifestar de forma crônica, que são as dores persistentes”, diz o especialista.

Não ignore o problema

Aliás, de acordo com o neurocirurgião, as dores musculares que afetam a região lombar podem ter causas diferenciadas, mas em grande parte dos casos está associada aos maus hábitos posturais, conhecidos como problemas mecânicos da coluna vertebral. Isso ocorre por causa de uma torção, ao levantar um peso, pela má postura ao inclinar sem curvar os joelhos, entre outras razões.

Geralmente, as dores musculares desaparecem no intervalo de poucos dias, no entanto, se forem muito intensas e persistirem por mais de três dias, é essencial buscar ajuda de um médico para que ele faça a avaliação da causa de tal problema. “Algumas doenças podem ser responsáveis pelo aparecimento de dores no corpo. A fibromialgia e a espondilite são alguns dos problemas reumáticos que ocasionam os espasmos musculares, mesmo sem um traumatismo interligado”, alerta Melo.

Esses males reumáticos causam uma contração do músculo, fazendo com que a chegada de sangue no local seja reduzida, o que acaba gerando as dores. “A espondilite é caracterizada por uma inflamação que atinge a região da coluna, bem como as grandes articulações. Já no caso da fibromialgia, ela pode provocar dores musculares difusas por todo o corpo”, afirma.

Prevenindo e tratando

Na incidência de dores muscular por esforço excessivo, o ideal é repousar no intervalo entre 24 a 72 horas. No entanto, se esses espasmos não cessarem, deve-se buscar ajuda de um médico para que ele indique remédios a fim de aliviar o problema, podendo ser associados ou não à fisioterapia. Lembrando que o tratamento dependerá da razão pela qual surgiram as dores musculares.

“É importante que o paciente sempre previna esses incômodos por meio de aquecimento antes dos exercícios e alongamento antes e depois da prática. A ingestão de muito líquido também é fundamental, bem como manter um controle do peso. Para quem trabalha longos períodos na mesma posição, é importante fazer pequenas pausas no dia para alongar os membros inferiores e superiores”, finaliza Melo.

Anúncios

Sobre Guilherme Derrico

Jornalista, músico e viciado em esportes. Sejam todos bem-vindos ao mundo de Derrico. Um abraço!
Esse post foi publicado em Saúde e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s